A importância do voto do católico

Este domingo, 7 de outubro, é dia de eleições gerais no Brasil. Ao todo, o país tem 147,3 milhões de eleitores aptos a ir às urnas, mas boa parte desse eleitorado, revoltada com a situação política e econômica, pretende votar em branco ou mesmo anular o voto. A pergunta é: isso resolve? E a resposta é simples: NÃO. O pároco da Paróquia Nossa Senhora da Guia, Osvaldo Scotti, faz um apelo aos católicos e pessoas de bem para que votem. “Quem não vota está fugindo da responsabilidade e dando chace para que corruptos se elejam (ou reelejam)”, destaca.

Segundo Scotti, esta é uma eleição difícil, com muitos candidatos, mas com poucos bons de verdade. Ele lembra que o eleitor deve procurar candidatos cuja história esteja em consonância com o Evangelho. Ou seja, procurem votar em quem é católico praticante, com história limpa e que tenham propostas condizentes com o Evangelho, no sentido da misericórdia, bondade e política social.

Atribui-se a Martin Luther King (que lutou pelo direito dos negros nos EUA) uma frase de valor inquestionável: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”. Isso mesmo. Se você vota em branco ou nulo, você se cala, se omite, e depois não vai poder reclamar do caos que pode se instalar no país. Ainda não existem políticos perfeitos, como também não existe ser humano perfeito. Mas alguns são melhores que outros. Não deixar os piores serem eleitos já é um grande avanço.

Portanto, as pessoas de bem devem se envolver na política sim, devem ir às urnas, manifestar sua opinião, para que pelo menos tentemos fazer um país melhor.

Este ano as eleições são gerais, significa que teremos que eleger presidente da República, senador (dois), deputado federal e deputado estadual. Fiquem atentos, ainda dá tempo de fazer uma pesquisa rápida para decidir bem o voto.

Um comentário

  1. Kitty disse:

    Concordo plenamente !não podemos deixar de votar! Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!

Deixe uma resposta para Kitty Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.