Ecumenismo – 21 de Outubro

A data celebra o ato ecumênico que, de acordo com a definição eclesiástica do termo, consiste na aproximação, na cooperação e também na busca fraterna da superação das divisões que existem entre as igrejas cristãs. Procurando ter diálogo e cooperação comum, de modo que seja possível superar quaisquer divergências de cunho histórico e cultural. Sendo reconhecido como um momento de confraternização e desejo de paz na humanidade, abrangendo todos os campos do conhecimento, com harmonia e respeito.

O Dia do Ecumenismo começou a ser celebrado no Distrito Federal, como uma homenagem ao Templo da Boa Vontade, que foi fundado em 21 de outubro de 1989. O Templo da Boa Vontade é tido como um símbolo do ecumenismo na capital brasileira, recebendo pessoas de todas as religiões e filosofias com total igualdade. Atualmente, vários outros estados brasileiros também celebram o ato ecumênico no dia 21 de outubro, como: Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso.

Em outros estados brasileiros, como no Pará e no Amazonas, o Dia do Ecumenismo é celebrado em 23 de setembro.

Embora na teoria pareça compreender somente as religiões cristãs, o movimento também pode abraçar as religiões não cristãs.

Em suma, ecumenismo objetiva:

  • Criar relações de amizade entre os indivíduos e as igrejas,

  • Auxiliar as pessoas necessitadas através de trabalhos coletivos, lutando também pela justiça,

  • Praticar orações e outras celebrações com propósito da unidade,

  • Estudar as doutrinas das variadas igrejas para que seja possível resolver qualquer divergência.

Embora a origem do termo em Grego signifique “mundo habitado”, ou seja, trazendo a ideia de “povo civilizado”, a palavra ecumenismo ganhou uma nova perspectiva espiritual, especialmente com as conquistas do Império Romano: “terra habitada” – obra de Deus, que tornou-se habitável através da colaboração humana.

Origem do ecumenismo

Após o Império Romano, o ecumenismo finalmente ganhou a conotação atual, isto é, a ser utilizado pela igreja.

Durante a formação da igreja, várias características, tais como a união, a solidariedade e o amor fraternal, já eram integrados. Entretanto, elas foram desaparecendo. Isso foi notado após as divisões que ocorreram ao longo dos séculos, como, por exemplo, a separação entre os cristãos latinos e os gregos, assim como a dos católicos e protestantes.

Acredita-se que a data mais difundida para a origem do ecumenismo tenha sido o século XVIII, através das missões protestantes. O nome que mais impulsionou essas missões foi William Carey, que tinha como ideal a cooperação entre os cristãos, por meio de uma conferência missionária internacional – que acabou não acontecendo.

O movimento missionário atual surgiu em 1910, na Escócia.

Ecumenismo no Brasil

No Brasil, o ecumenismo possui o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (CONIC) como o principal organismo deste movimento. O CONIC possui sua sede em Brasília, mas foi fundado em Porto Alegre, Rio Grande do Sul em 1982.

Dentro desse Conselho, são membros: a Igreja Católica Apostólica Romana, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, a Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, a Igreja Ortodoxa Siriana do Brasil e também a Igreja Presbiteriana Unida do Brasil.

Fonte

Ecumenismo21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.