Missa celebra bodas de ouro de Scotti

Nesta sexta-feira, 08 de  fevereiro, a Paróquia Nossa Senhora da Guia estará em festa pela comemoração dos 50 anos de vida missionária do nosso pároco, Osvaldo Scotti. A missa de celebração das bodas de ouro será às 19h e todos estão convidados para celebrar e homenagear o padre Scotti.

Nosso pároco está no Brasil desde 1969, vindo da Argentina, quando se tornou missionário, aos 23 anos. Veio sem saber exatamente o que lhe esperava. Concluiu o curso de teologia em 1972, no Estado de São Paulo, e aos 27 anos, em julho de 1972, é ordenado padre e enviado para Mato Grosso (na época era apenas um Estado, não havia Mato Grosso do Sul).

Trabalhou por 10 anos percorrendo toda a extensão do que hoje são dois Estados, na Pastoral Vocacional. Nessa jornada, um dos arrebanhados foi o padre Gildo, hoje diretor do Colégio Salesiano Santo Antônio.

Segundo padre Scotti, o testemunho de seu pai teve grande influência em sua decisão de se engajar na vida religiosa. O pai dele era professor de ensino religioso nas escolas públicas da Argentina e foi presidente da ação católica dos homens e ativo político cristão.

Sua afinidade com os salesianos começou bem cedo, quando um de seus quatro irmãos (hoje falecido) foi estudar no seminário. Na época, a função do garoto Osvaldo era levar e buscar as roupas no seminário para que a mãe lavasse. Quando ia cumprir sua tarefa semanal, Scotti gostava muito de conversar com os outros seminaristas. Seu irmão ficou lá apenas um ano, não se adaptou. No ano  seguinte, Osvaldo Scotti, então com 13 anos, ouviu o chamado de Deus e deu sim, se apresentando no seminário.

Ele conta que na época era um adolescente argentino  como qualquer outro, gostava de dançar tango e pensou até em ser astronauta e boxeador. Mas a fé falou mais alto.

Um fato interessante nessa história é que ele estudou a segunda parte do que hoje chamamos de ensino fundamental na Escola dos Estados Unidos do Brasil, uma instituição mantida pelo governo brasileiro na Argentina. Lá ele aprendeu, além do hino nacional de seu país, o brasileiro também. Alguns anos depois, estaria no Brasil.

Umas das maiores satisfações do padre Osvaldo Scotti é trabalhar com crianças, os menos favorecidos, índios e presidiárias. Com a palavra as crianças da Sementinha e da Catequese da Comunidade Nossa Senhora da Guia. Padre Scotti faz o maior sucesso entre elas.

Uma vida de tanta dedicação merece e deve ser comemorada em grande estilo. Venha celebrar conosco e ajudar a fazer uma linda homenagem ao padre Osvaldo Scotti.

Um comentário

  1. […] saber mais sobre a história dos 50 anos de vida missionária do padre Scotti? Clique aqui e veja a matéria sobre o […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.